quarta-feira, 12 de novembro de 2008

TEXTOS

BOLINHAS DE GUDE

Brancas, verdes, rajadinhas,amarelas,
As bolinhas
Vão rolando
Vão dançando
Seja liso ou seja rude
O chão onde vão rolando,
lá vão elas, lá vão elas...
As bolinhas de gude.
Brincam os meninos com elas,
estão jogandono jardim ou nas calçadas,
as bolinhas vão correndo,
azuis, pardas, amarelas,
rajadinhas,
e tão vivas, ligeiras, tão alegres e
estouvadas,
que até fica parecendo
que são elas,
as bolinhas,
que com eles estão brincando.
Maria Eugênio Celso

2 comentários:

Elaine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elaine disse...

Oi Cristina,
Eu sou aluna de psicologia da UFSJ, e faço parte da equipe da brinquedoteca desta mesma universidade que volta-se ao aprendizado através do ensino, pesquisa e extensão.
Atualmente estamos mapeando os brinquedos populares e o jogo de bola de gude ficou a mim incubida.
E foi seguindo os rastros desse jogo que cheguei até aqui e encontrei essa poesia linda.
Vc pode me passar a fonte bibliogafica, de onde retirou esta poesia. Me parece que esta autora nasceu na cidade onde estudo ( sao joao del rei)se puder me passar mais informaçoes a respeito ficaria imensamente agradecida.
Carinhosamente,
Elaine
nana.andrade.psic@gmail.com